QUEM SOMOS CONTATO
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias - Brasil

14/01/2016
EDUCAÇÃO

Estudante fique atento, seu futuro começa agora

 

A fase das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passou, as notas foram divulgadas e agora, o estudante se depara com Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que acabou de passar por uma reformulação. No Sisu os candidatos podem consultar as vagas disponíveis, pesquisando as instituições e os seus respectivos cursos participantes.

A reestruturação do sistema expandiu os horizontes, já que muitas instituições estão o adotando como forma de seleção integral ou parcial. Segundo o Ministério da Educação, no Sisu deste ano, mais de 1,9 milhão de candidatos concorreram a 129 mil vagas.

As notas de corte é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados e são atualizadas conforme a procura dos estudantes para cada curso. Ontem, 12 de janeiro, o Ministério da Educação já havia divulgado, pela manhã, as primeiras notas de corte. Hoje, 13 de janeiro, elas foram atualizadas de acordo com a procura dos candidatos nas últimas 24 horas. Na quinta, 14, a partir das 9 horas, serão reformuladas e reproduzidas pela última vez no portal.

O estudante que não conseguiu uma nota suficiente para entrar na universidade, não precisa dar tudo por encerrado, pois ele, ainda pode ter as alternativas do Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O Prouni oferta, para estudantes de baixa renda, bolsas de estudo integrais ou parciais do curso, em faculdades ou universidades particulares. O Prouni também seleciona os candidatos com base na pontuação obtida pelo Enem e é necessário ter feito mais de 450 pontos na prova, e não ter tirado nota zero na redação, Além deter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em uma instituição de ensino particular como bolsista. Para concorrer à bolsa integral, é preciso comprovar renda bruta familiar por pessoa de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, a renda familiar deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Veja mais no site: http://prouniportal.mec.gov.br

O Fies é um programa, também do Ministério da Educação, que financia a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições particulares. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nas avaliações do MEC. São inúmeras instituições conveniadas com FIES e que oferecem cursos superiores em várias áreas. O programa possui regras como: nota mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); nota na redação do Enem não pode ser zero; quem já foi beneficiado com financiamento do FIES não poderá solicitar um novo; quem tem curso superior completo não pode solicitar o FIES; quem é beneficiário de bolsa integral do ProUni não pode participar do FIES; não pode participar do FIES alunos cuja renda familiar mensal bruta per capita seja superior a 2,5 salários mínimos.

O Fies obedece as seguintes fases:

- Fase de utilização: Durante o período de duração do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50, referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

- Fase de carência: Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50, referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

- Fase de amortização: Encerrado o período de carência, o saldo devedor do estudante será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses. Ou seja, se o curso feito teve a duração de quatro anos, ele terá 13 anos para quitar o saldo.

O estudante que conseguir apenas uma bolsa parcial (50% da mensalidade) no Prouni pode custear a outra parte por meio do Fies sem necessidade de apresentar fiador.

Para o Fies 2016 o número de vagas para novos financiamentos será 300 mil e que além das regiões com menor IDH, as com um número maior de participantes no Enem 2015 também serão priorizadas com mais vagas de financiamento.

Saiba mais sobre o Fies: 

http://www3.caixa.gov.br/fies/fies_estudantes.asp

-- 

Hariádina Salveano

Última atualização: 14/01/2016 às 11:01:00
 

Notícias Relacionadas

16/12/2019    MEC usou dados falsos para fechar TV Escola
26/09/2019    Alunos de Quixadá participam da XI Edição do projeto “Escola Vai ao Cinema”
18/05/2018    Enem 2018 – Período de inscrições termina nesta sexta-feira
20/04/2018    Governo do Estado lança projeto pelo fim da evasão escolar no Ceará
23/02/2018    Ceará tem o melhor índice de alfabetização dos últimos dez anos
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

www.igenio.com.br
Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados