QUEM SOMOS CONTATO
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias - Tecnologia & Saúde

22/06/2016
SAÚDE COLETIVA

Gerência de Atenção à Saúde estrutura Serviço de Sexologia

 

O Serviço de Sexologia soma-se ao Ambulatório de Infecções Sexualmente Transmissíveis.

Pioneiro nos hospitais públicos do Ceará, o Serviço de Sexologia da MEAC já está em funcionamento. Ele simboliza a construção de novos paradigmas na atenção e cuidados oferecidos à população. Tal conquista é comemorada pelos profissionais ligados à área, uma vez que foi a equipe gestora desta maternidade a primeira a requisitar através de concurso público pela Ebserh médico sexólogo para seu quadro de funcionários. Atualmente, apenas mulheres são acompanhadas em atendimentos realizados por profissionais da Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Psicologia, mas a ideia é ampliar o serviço gradativamente.

A sexualidade humana não pode ser separada dos outros aspectos da vida. Ao influenciar pensamentos, sentimentos e a construção das relações humanas, influencia a saúde física e mental, e merece ser olhada e cuidada, para que seja vivenciada de maneira segura e saudável”, pontua a médica sexóloga Débora Britto, à frente do serviço. Ela destaca que há em todo o Brasil grande demanda reprimida, por muitos anos negligenciada, como se encarada como tabu, como se não fosse uma questão de saúde.

Após delimitar que demanda teria condições de receber e atender inicialmente, a equipe estruturou, a priori, um serviço para acolhimento e orientação de mulheres com queixas sexuais e o atendimento de mulheres com disfunção sexual, somando-se a alguns serviços já existentes, como o de Infecções Sexualmente Transmissíveis e o Projeto “Superando Barreiras”, de atendimento às mulheres vítimas de violência sexual.

Temos, todos, a consciência de que são maiores, e mais diversas que essas, as demandas que necessitam de atenção especializada em sexualidade, mas acreditamos que seja necessário, primeiramente, construir alianças com outros serviços que possam ser parceiros para referenciamento de casos que estejam fora do nosso perfil de atendimento”, explica a Dra. Débora. O ATASH (Atendimento Ambulatorial em Sexualidade Humana), ligado ao Hospital de Saúde Mental de Messejana, é um desses parceiros.

O Serviço de Sexologia da MEAC soma-se ao Ambulatório de Infecções Sexualmente Transmissíveis, para o atendimento à demanda e psicoeducação para prevenção de recidivas e novos casos e ao Projeto “Superando Barreiras” de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual e atua em rede de atenção multidisciplinar às mulheres com disfunções sexuais.

As mulheres com queixas ou dificuldades relacionadas ao comportamento sexual poderão ser encaminhadas: por solicitação de interconsulta: quando já estão em acompanhamento em algum outro setor da maternidade; ou pelas unidades básicas de saúde, por referenciamento na rede SUS.

Conheça agora as propostas de intervenção iniciais, do Serviço de Sexologia:

  • Ambulatório de Triagem de Pacientes com Queixas Sexuais: Realiza orientação e esclarecimentos de dúvidas relacionadas ao comportamento sexual e admite para terapia sexual as pacientes portadoras de disfunção, admite para o grupo de psicoeducação sexual os casos em que as dificuldades possam estar relacionadas à educação sexual recebida, mitos e crenças errôneas ou disfuncionais a respeito do exercício da sexualidade e encaminha para atendimentos especializados pacientes que estejam fora do perfil do serviço.

  • Grupo de Psicoeducação Sexual: Grupo fechado, de tempo determinado (5 sessões). Tem como objetivos :trabalhar conceitos, crenças e comportamentos que podem interferir negativamente no exercício da sexualidade; oferecer um ambiente onde as pacientes possam se manifestar e compartilhar dúvidas ou experiências com preservação da intimidade e privacidade e trabalhar estratégias para fortalecer a autoestima e autoconfiança para um exercício saudável da sexualidade.

  • Ambulatório de Terapia Sexual: Atendimento individual em terapia sexual de casos de disfunção sexual; avaliação para encaminhamentos internos de pacientes que necessitem de atenção especializada (fisioterapia do assoalho pélvico, psicoterapia individual ou outro) e reavaliação e acompanhamento dos casos;

  • Grupo de Estudos Em Sexualidade Humana: Em ciclos de 12 a 15 semanas, com início em 1º de junho, visa à capacitação de recursos humanos para atendimento à demanda com queixas relacionadas à sexualidade, à construção de cuidados em relação à sexualidade baseados em informação e evidência cientifica. Tem como público alvo os médicos residentes e colaboradores interessados em ampliar seus conhecimentos no campo da sexualidade humana.

Última atualização: 22/06/2016 às 13:38:37
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

www.igenio.com.br
Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados