QUEM SOMOS CONTATO
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias - Política

05/02/2018
DESAFIOS

Federais destacam prioridades para 2018

 

 

Crises na política e na economia, Copa do Mundo e Eleições. O ano de 2018 promete polêmica e debates acirrados. E é justamente nesse clima que os deputados federais voltam aos trabalhos, a partir de hoje, no plenário da Câmara, em Brasília.

Embora a solenidade de abertura do ano legislativo tenha acontecido na última sexta-feira, as sessões ordinárias ficaram para esta semana.

Em entrevista ao jornal o Estado, a deputada federal Luizianne Lins (PT) destacou as prioridades para 2018. "É um ano de muitos desafios. Além de mantermos nosso foco nas pautas prioritárias ao nosso mandato, que têm sido nas áreas de ‘mulheres’, ‘juventude’, ‘população LGBT’, saúde, educação, direitos humanos em geral e ações para o Ceará, precisamos unir forças para impedir a aprovação de novas propostas que retirem direitos da população brasileira", ressalta.

A petista declama das propostas de reformas apresentadas pelo presidente Michel Temer e mantém a postura crítica. "A pauta no Congresso pós-golpe, em regra, tem sido de propostas que retiram direitos da população, ferem nossa soberania ou desmontam o serviço público através de privatizações. Nós do PT vamos nos empenhar para impedir isso", dispara.

Para o deputado André Figueiredo (PDT), os parlamentares terão a missão de propor mudanças e votar pautas polêmicas já no início do ano legislativo. "Esse ano começa já com um grande desafio: conseguir combater a desesperança que toma conta do brasileiro e trazer alternativas de mudanças para o Brasil voltar a crescer. Na volta dos trabalhos legislativos, teremos pautas importantes em votação como a MP que privatiza a Eletrobrás e que será mais um crime contra o Brasil e o patrimônio público, refletindo diretamente no bolso do consumidor, com contas mais caras. Estaremos no front para evitar essa aprovação", promete.

Ainda segundo Figueiredo, a proposta de reforma da previdência será tema de embates entre governo e oposição. "Outra luta que teremos pela frente será a da Reforma da Previdência, que o governo insiste em colocar em votação, ainda que com reprovação popular. Esperamos que a pressão do povo nas ruas, principalmente em ano eleitoral, seja decisiva para conter esse grande retrocesso!", enfatiza.

O deputado federal Cabo Sabino (ainda no PR, em transição para o PHS) admite que o ano será “curto” por conta dos eventos previstos e que prometem mobilizar atenção nacional. "Esse ano será um ano curto para o parlamento, em virtude da Copa do Mundo e das eleições. A Câmara Federal tem que encontrar pautas que sejam positivas, de interesse para a sociedade", defende o parlamentar.

Sabino, que é coordenador da bancada federal, em Brasília, aponta que a Segurança Pública será uma das prioridades do Congresso. "Acredito que as pautas da Segurança Pública serão prioridade, principalmente no Senado Federal. O senador Eunício Oliveira tem falado que vai pautar os projetos da área. Na Câmara, se ventila nos bastidores, o trabalho de mais uma semana voltada para a Segurança Pública. A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência também trabalha para se ter uma semana exclusiva para pautar projetos do segmento", ressalta.

Na articulação da bancada, Sabino enfatiza a necessidade de trabalhar para garantir a transposição das águas do Rio São Francisco. "A prioridade será trabalhar para manter os recursos para a transposição do Rio São Francisco para que essa água venha chegar ao Ceará, na Capital e nos municípios que são beneficiados pelo Cinturão das Águas do Ceará para amenizar a seca", afirma.

Emendas

Sabino ainda ressalta o trabalho para a liberação de recursos solicitados através das emendas parlamentares. "Outro ponto é lutar para que as emendas destinadas a saúde possam serem pagas pelo Governo Federal antes do pleito eleitoral, exatamente para oxigenar a questão da Saúde do Ceará, que tem sido um grande gargalo, apelo, principalmente das pessoas mais simples, humildes. Também vamos trabalhar para que seja paga a emenda de Segurança Pública para a Bancada para poder equipar, reestruturar e otimizar o trabalho da Segurança Pública para ser melhorada esse ano e esses recursos serão de grande valia para a segurança pública do Ceará", revela.

---

Fonte: Jornal O Estado

 

Última atualização: 05/02/2018 às 17:19:33
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

www.igenio.com.br
Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados